O que é o Estudo sobre o uso da tecnologia na educação da BlinkLearning?

O que é o Estudo sobre o uso da tecnologia na educação da BlinkLearning?

Descubra os resultados dos Estudos sobre o uso das TIC na educação que a empresa de tecnologia educacional BlinkLearning vem realizando nos últimos 6 anos.

Há mais de meia década, a solução educacional BlinkLearning vem realizando o Estudo sobre o uso da tecnologia na educação. Queríamos compilar os diferentes relatórios com suas especificidades e conclusões mais importantes. Descubra os resultados.

O que é o Estudo sobre o uso da tecnologia na educação?

Em 2015, a solução educacional BlinkLearning lançou seu primeiro Estudo sobre o uso da tecnologia na educação com o objetivo de conhecer a opinião da comunidade docente em relação ao estado das TIC na sala de aula e identificar potenciais melhorias na tecnologia para a educação.

Com base no fato de que a integração da tecnologia na educação estava transformando a forma como alunos e professores enfrentam o processo de aprendizagem, foi decidido analisar o uso das TIC nas salas de aula. Nas palavras de Gonzalo Baranda, CEO da BlinkLearning, «Estamos convencidos de que a tecnologia não tem valor se não houver um professor por trás dela fazendo bom uso dela».

O relatório evoluiu em termos do número de países participantes, do número da amostra, das perguntas sobre o formulário, e também em termos dos dados coletados e das conclusões tiradas. O papel da tecnologia, a profissão de docente, a aprendizagem dos alunos e uma visão geral do estado da educação, tal como vista pelos educadores, são os temas investigados pelo estudo.

«Estamos convencidos de que a tecnologia não tem valor se não houver um professor por trás dela fazendo bom uso dela».

Gonzalo Baranda, CEO da BlinkLearning

VI Estudo sobre o uso da tecnologia na educação (2021)

Lançado em agosto de 2021, o último estudo da BlinkLearning tem várias novidades. Primeiramente, ele acrescenta um capítulo dedicado à educação em tempos de pandemia, o que permite uma análise mais detalhada do uso da tecnologia durante o confinamento, dos desafios que ela representava e de suas vantagens. Além disso, nos permite comparar os dados do V Estudo, antes da pandemia.

Estudo sobre o uso da tecnologia na educação da BlinkLearning

Conduzido entre 4926 professores (2.909 da América Latina e 2.017 da Espanha) de todas as etapas educacionais, a sexta edição oferece uma ampla gama de indicadores que ajudam a entender a integração das ferramentas digitais na educação durante 2021. Além disso, para responder perguntas como: O uso da tecnologia educacional aumentou durante a pandemia? O quanto a profissão de docente foi afetada? Como os professores latino-americanos e espanhóis estão entrando no novo ciclo letivo?

Além disso, esta edição introduz um Estudo global que contrasta os dados da Espanha e de 20 países da América Latina(Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela).

Acesse o relatório do Brasil
Acesse o Estudo Global

Chaves para a educação no pós-pandemia:

  • 1 em cada 3 professores acredita que a principal vantagem do uso da tecnologia durante a pandemia tem sido a criação de um senso de comunidade entre estudantes e professores, fazendo a ponte entre o isolamento e encurtando distâncias.
  • Os professores estão pedindo por melhorias na conectividade, infraestrutura e formação. Apesar destas dificuldades estruturais, a comunidade docente continua a acreditar no potencial transformador da tecnologia.
  • Em um nível global, 2 em cada 3 professores entrevistados acreditam que sua profissão foi valorizada após a pandemia. E, apesar da situação, seus níveis de motivação mantêm-se em todos os países entrevistados.
  • Na América Latina, eles estão pedindo melhores condições e maior retribuição econômica, enquanto em Espanha eles querem reforçar sua autoridade perante os estudantes e as famílias.
  • Aprendizagem autônoma, desinformação e erros de ortografia: as maiores dificuldades pós-pandêmicas dos estudantes no uso da tecnologia.
  • A maioria dos professores considera que o uso das TIC melhorou os níveis de motivação dos estudantes, mesmo que eles tenham sido forçados a usar a tecnologia sem a formação adequada.
  • O dispositivo mais utilizado entre os estudantes é o telefone móvel/celular.

Leia os relatórios completos de EspanhaArgentinaBrasilChile, Colômbia, México e Peru.

VI Estudo da BlinkLearning sobre o uso da tecnologia na educação no Brasil

V Estudo sobre o uso das TIC na educação (2019/2020)

No quinto ano consecutivo do estudo, tanto o tamanho da amostra quanto o número de países participantes aumentaram. Nesta edição, a Argentina se une a Espanha, México, Colômbia e Peru, com um total de 3.268 professores entrevistados, incluindo todos os sistemas educativos e etapas educacionais. Além da inclusão de dados comparativos entre os cinco países, as conclusões mostram comparações com os anos anteriores.

Também este ano o relatório foi divulgado no contexto do fechamento dos centros educacionais para deter a disseminação do Coronavírus, o que obrigou os colégios, institutos, centros de formação e universidades a adotarem as aulas à distância. Desta forma, o V Estudo pode ser visto como um raio-X que mostra em que estágio se encontrava a digitalização dos centros educacionais dos países entrevistados no momento em que tiveram que passar para a modalidade de aulas online.

Quão preparados estavam os centros escolares e os professores para dar este salto na transformação digital em poucos dias?

  • O telefone móvel/celular é indiscutivelmente o protagonista nas salas de aula, sendo o dispositivo mais utilizado pelos alunos. A Colômbia é o país com o maior uso de celulares (66%), seguido pela Argentina (61%), México (49%), Peru (44%) e Espanha (29%).
  • Os maiores desafios na introdução da tecnologia em sala de aula se repetem, em maior ou menor medida, nos cinco países. Todos eles coincidem quanto à formação do quadro de professores e aos problemas de conectividade. A falta de dispositivos suficientes é outra problemática recorrente.
  • Para a Argentina, México e Peru, a formação dos professores é, de forma geral, o principal desafio para a educação. Para a Colômbia, a melhoria das condições de trabalho dos professores; e para a Espanha, conseguir uma melhoria na motivação dos alunos.
  • Cerca de 90% dos professores espanhóis e latino-americanos pensam que sua profissão não é suficientemente valorizada pela sociedade.
  • A comunidade educativa em todos os cinco países concorda que a melhor prática para melhorar a formação de novos professores é através de mais cursos e especializações.
  • A maioria dos professores nos países pesquisados declarou que recomendaria a um colega iniciar um projeto digital em seu centro educacional.
Estudo sobre o uso da tecnologia na educação da BlinkLearning

IV Estudo sobre o uso das TIC na educação (2018)

Na quarta edição ampliou-se a participação no Estudo para um total de cinco países: Chile, Peru, Colômbia, México e Espanha. Além disso, este relatório se destaca especialmente pela inclusão de dados comparativos entre os cinco países.

Com quase 6.000 entrevistados, o principal objetivo desta pesquisa foi descobrir o que os professores pensam sobre o estado da educação, com ênfase especial na integração das novas tecnologias nas salas de aula.

Algumas das principais conclusões do IV Estudo são as seguintes:

  • Na América Latina, mais de 60% dos professores entrevistados opinam que a conectividade é o principal desafio na introdução das TIC nas salas de aula. Para os espanhóis, o maior desafio está na formação do quadro de professores.
  • Mais de 40% dos professores entrevistados opinam que a maior dificuldade que observaram em seus alunos é a incapacidade de identificar fontes de informação confiáveis.
  • Cerca de 90% dos professores pensam que sua profissão não é suficientemente valorizada na sociedade.
  • 76% dos professores entrevistados concordam que a principal vantagem do uso da tecnologia em sala de aula é o acesso a mais conteúdos e recursos. 66% consideram que a tecnologia é, grosso modo, um benefício para a aprendizagem autônoma.

III Estudo sobre o uso das TIC na sala de aula (2017)

Com o terceiro estudo, o tamanho da amostra foi consideravelmente ampliado, ultrapassando 2.000 participantes. Além disso, a contribuição dos países latino-americanos foi fundamental, representados em 42% da amostra.

Especificamente, esta edição contou com a participação de 2.078 professores da Espanha e da América Latina, que responderam a um questionário online composto de 36 perguntas.

Realizado durante maio de 2017, o debate sobre educação havia se intensificado. Assim, neste estudo, os professores foram questionados sobre temas que vão além do puramente tecnológico: a situação da profissão de docente, a necessidade ou não das tarefas, ou os principais desafios enfrentados pela educação em geral.

Conclusões do III Estudo sobre o uso da Tecnologia na sala de aula:

  • Pelo terceiro ano consecutivo, os professores se mostram a favor da integração das TIC nas salas de aula, mas oferecendo melhor formação tanto para alunos quanto para professores. Nesse sentido, 85% dos participantes apontam a necessidade de incluir disciplinas que melhorem as competências digitais dos estudantes.
  • 81,6% indicaram que a relação entre o uso da tecnologia e a motivação dos alunos era alta ou muito alta, sendo a criatividade, a autonomia e a conexão com seus hábitos digitais os fatores que melhor explicam esta relação.
  • A possibilidade de acesso a um volume maior de conteúdos e recursos (76,9%) e aumento da motivação (73,4%) se destacam como as principais vantagens para os alunos do uso das TIC na sala de aula.
  • 49,5% dos entrevistados consideram necessário as tarefas de casa. Além disso, 45,7% dizem que o ideal seria personalizar as tarefas de casa, mas que a vida escolar não permite isso.

II Estudo sobre o uso da tecnologia na sala de aula (2016)

Nesta segunda edição, como novidade, se aderiu ao evento a comunidade educativa da América Latina. Participaram 740 docentes da Espanha e América Latina, pertencentes a centros públicos, privados e/ou subsidiados pelo Estado, do jardim de infância à educação universitária. Além disso, o estudo foi realizado em colaboração com a Universidade Rey Juan Carlos e as revistas Educación 3.0 e Enter.co.

Algumas das conclusões do II Estudo foram:

  • Os principais desafios no uso da tecnologia na sala de aula são a falta de formação do quadro de professores no uso das TIC (63,6%) e a conectividade à Internet dos centros educacionais (61,5%).
  • 93% dos professores recomendam iniciar um projeto digital. Além disso, para a maioria dos professores, as novas tecnologias poderiam ajudar a solucionar algumas carências na educação.
  • 79% dos professores utilizam novas metodologias educacionais: Aprendizagem colaborativa e Aprendizagem baseada em projetos parecem ser as mais populares.
Estudio sobre el uso de la tecnología en la educación de BlinkLearning

I Estudo sobre o uso da tecnologia na sala de aula (2015)

Foi realizado em junho de 2015, um questionário composto de 15 perguntas com uma amostra de 355 professores do ensino fundamental, secundário e médio de toda a Espanha.

O I Estudo revelou, entre outras coisas, que:

  • O uso da tecnologia aumenta a motivação dos alunos (90% dos entrevistados).
  • A formação do quadro de professores (68%) e conectividade (66%) são os principais desafios na implementação de um projeto digital.
  • Para 81% dos professores entrevistados, a criação de conteúdos próprios é uma das principais vantagens da tecnologia.
  • As lousas e tabletes digitais são os dispositivos mais comuns nas salas de aula.

Os Estudos sobre o uso das TIC na educação foram possíveis graças a toda a equipe de conselheiros que nos ajudaram com a difusão do questionário, incluindo os temas mais relevantes para a comunidade docente atual.

Acesse todos os relatórios:

I Estudo sobre o uso da tecnologia na sala de aula
II Estudo sobre o uso da tecnologia na sala de aula
III Estudo sobre o uso das TIC na sala de aula
IV Estudo sobre o uso das TIC na educação
V Estudo sobre o uso da tecnologia na educação
VI Estudo sobre o uso da tecnologia na educação

Newsletter

Inscríbete en nuestra newsletter para enterarte de todas las novedades

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *